Frequência de vídeos: qual a importância?