Caso PC Siqueira – canal do YouTube é excluído